Banner

Traduza para seu idioma

Você também deveria ler:

2leep.com

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

O mundo moderno e suas sete maravilhas

Ainda ontem escrevemos um artigo a respeito das sete maravilhas do mundo antigo, que você pode ler clicando aqui.

No entanto, no dia 07 de julho de 2007, na cidade portuguesa de Lisboa, foi lançada a lista das sete maravilhas do mundo moderno.

A lista foi obtida por livre votação mundial pela internet e por ligações telefônicas.

As sete maravilhas do mundo moderno são as que seguem:

1. A muralha da china


muralha da china


muralha da chinaEsta maravilha começou a ser construída no ano de 220 antes da era Cristã, conforme determinação do primeiro imperador chinês, Qin Shihuang.


A finalidade era defensiva, considerando os constantes ataques sofridos pelo país, procedentes dos povos do norte.

Até que atingisse os seus atuais 7 mil quilômetros aproximados, distribuídos entre o Mar Amarelo, o deserto de Gobi e a Mongólia, passou por uniões de edificações distintas por aproximadamente 1.700 anos.

muralha da chinaDada sua extensão, os materiais utilizados para sua construção são distintos, dependendo dos recursos naturais existentes aqui e acolá.

muralha da chinaNão existem registros a respeito das técnicas construtivas e o número de trabalhadores envolvidos, mas sabe-se que a edificação iniciou com o aproveitamento de uma série de construções existentes anteriormente, sendo o muro construído com uma série de grandes blocos de pedra, ligados por argamassa feita de barro e pasta de farinha de arroz com cal hidratada.

2. Petra


petra

petra 
Instalada na Jordânia, na bacia entre as montanhas que formam o enorme vale que se estende entre o Mar Morto e o Golfo de Aqba, este enclave arqueológico, cuja data de construção ainda não está bem definida, tornou-se a capital dos Nabateus (tribo árabe) no ano de 312 antes da era Cristã.


petraPetra está encravada naquilo que um dia foi uma importante rota comercial entre a Península Arábica e Damasco, alvo constante de incursões militares israelitas objetivando o domínio da região e da rota comercial lucrativa.

Entre 64 e 63 a. C., Petra foi consquistada pelo general romano Pompeu e foi anexada ao Império Romano.





petraDois terremotos destruíram as edificações de Petra. Do primeiro a cidade conseguiu recuperação, mas do segundo, ocorrido no ano de 551 de nossa era, quase nada restou e a mudança das rotas comerciais inviabilizou a reconstrução.

Petra é famosa principalmente pelos seus monumentos escavados na rocha, que apresentam fachadas de tipo helenístico (como o célebre El Khazneh).

Peritos no domínio da hidráulica, os Nabateus dotaram a cidade de um enorme sistema de túneis e de câmaras de água. Um teatro, construído à imagem dos modelos greco-romanos, dispunha de capacidade para 4000 espectadores.


3. Cristo Redentor


cristo redentor
Monumento erigido em homenagem a Jesus Cristo, está instalado 709 metros acima do nível do mar, no Morro do Corcovado - Rio de Janeiro - Brasil.


A pedra fundamental da edificação foi lançada no dia 4 de abril de 1922, sendo as obras iniciadas em 1926 e a inauguração realizada no dia 12 de outubro de 1931.


cristo redentorA construção foi financiada por doações de fiéis de arquidiocéses e paróquias de todo o Brasil, que possibilitaram erguer os seus 38 metros, sendo oito no pedestal e trinta na estátua propriamente dita.

A estrada que dá acesso ao monumento foi construída em 1824 e a estrada de ferro foi inaugurada em seu primeiro trecho no ano de 1884, concluindo-se o segundo trecho no ano consecutivo. A ferrovia, de 3.800 metros de extensão, foi a primeira eletrificada no Brasil, no ano de 1906.


4. Machu Picchu


machu picchu

A "cidade perdida dos Incas", como também é chamada, localiza-se a 2.400 metros de altitude, no alto de uma montanha, no vale do rio Urubamba - Perú.

Sua construção data do século XV e abrange duas áreas, sendo a primeira agrícola, composta por terraços e instalações para depósito de alimentos, e outra urbana.


Na zona urbana, destaca-se a área sagrada, composta por templos, praças e mausoléus reais.


machu picchuA teoria mais destacada a respeito da finalidade da edificação da cidade, vincula-se ao objetivo de supervisionar a economia das regiões conquistadas e à finalidade secreta de refugiar o líder Inca e sua família em caso de ataque.


Machu Picchu é uma cidade de pedra construída no alto de um istmo entre duas montanhas e entre duas falhas geológicas, em uma região submetida a constantes terremotos.

5. Chichén Itzá


Chichén Itzá


Chichén ItzáInstalada no Estado de Iucatã - México, esta cidade arqueológica foi o centro econômico e político da civilização Maia.


Chichén ItzáSua fundação ocorreu entre os anos de 455 e 435 antes da era Cristã e abandonada em 670 d. C.




Chichén ItzáA construção mistura estilos maias e toltecas, provavelmente por questões relacionadas à dominação da região no ano de 987 d. C., quando o rei tolteca Topiltzin Ce Acatl Quetzalcoatl dominou a região com o apoio de tropas maias.

A cidade foi conquistada por Hunac Ceel no século XIII. Hunac Ceel propôs sua ascensão ao poder e controle da região. Na época as crenças maias destiguiam dolinas chamadas de Cenotes Sagrados e durante algumas cerimônias indivíduos eram lançados nestes Cenotes. Se algum indivíduo sobrevivesse, este era considerado de linhagem sagrada. Mas, durante uma das cerimônias não houve sobreviventes e Hunac Ceel se auto-proclamou rei de Chichén Itzá. 


6. Coliseu




Localizado no centro de Roma, originalmente era capaz de abrigar 50.000 pessoas e possuia 48 metros de altura, o que permitia seu uso para variados tipos de espetáculo.




O coliseu foi construído entre os anos de 70 e 90 de nossa era, levando de oito a dez anos para a conclusão da obra. Funcionou durante aproximadamente 500 anos, mesmo após a queda do Império Romano.


coliseuA construção começou sob ordem de Vespasiano numa área que se encontrava no fundo de um vale entre as colinas de Celio, Esquilino e Palatino. O lugar fora devastado pelo Grande incêndio de Roma do ano 64, durante a época de governo do imperador Nero, e mais tarde havia sido reurbanizado para o prazer pessoal do imperador com a construção de um enorme lago artificial, da Domus Aurea (em latim, "casa dourada"), situada num complexo de uma villa, e de uma colossal estátua de si mesmo.

7. Taj Mahal


taj mahal

Este mausoléu foi construído na Índia, mais especificamente na cidade de Agra, por aproximadamente 20 mil homens, entre os anos de 1630 e 1652.


taj mahalA ordem de construção foi dada pelo imperador Shah Jahan e o objetivo da edificação foi elevar a memória da esposa favorita deste líder, Aryumand Banu Begam, a quem o imperador chamava de "jóia do palácio", que morreu dando à luz o décimo quarto filho do regente. A construção foi feita sobre o túmulo da esposa.


taj mahalTodos os pormenores do edifício mostram a sua natureza romântica e o conjunto promove uma estética esplêndida. Aproveitando uma visita realizada em 1663, o explorador francês François Bernier realizou o seguinte retrato do Taj Mahal e dos motivos do imperador que levaram à sua edificação:
Cquote1.svg [...] Completarei esta carta com uma descrição dos maravilhosos mausoléus que outorgam total superioridade a Agra sobre Deli. Um destes foi erigido por Jehan-guyre em honra do seu pai Ekbar, e Shah Jahan construiu outro de extraordinária e celebrada beleza, em memória da sua esposa Tage Mehale, de quem de diz que o seu esposo estava tão apaixonado que lhe foi fiel toda a sua vida e, após a sua morte, ficou tão afectado que não tardou em segui-la para a morte. Cquote2.svg
'


Elementos formais:
Os elementos formais e decorativos são empregues repetida e consistentemente por todo o complexo, unificando o vocabulário estético. As principais características do mausoléu refletem-se no resto da construção:
  1. Finial: remate ornamentado das cúpulas usado nos pagode asiáticos igualmente.
  2. Decorações de lótus: esquemas cujo motivo é a flor de lótus, esculpidos nas cúpulas.
  3. Amrud: Cúpula em forma de cebola, típica na arquitectura islâmica e que, mais tarde, seria usada na Rússia.
  4. Tambor: base cilíndrica da cúpula, que serve de apoio e transição formal sobre o resto do edifício.
  5. Guldasta: agulha decorativa fixa no rebordo das balaustradas.
  6. Chattri: galeria de colunas e cúpula, utilizado principalmente em monumentos de carisma comemorativo.
  7. Cenefas: painéis esculpidos sobre as arcadas.
  8. Caligrafia: escritura estilizada de versos do Corão sobre as arcadas principais
  9. Arcadas ou portais: também denominados pishtaq (palavra persa para os portais).
  10. Dados: painéis decorativos sobrepostos às parede da fachada frontal do edifício.
 Acompanhe com maior facilidade as principais postagens do Blog sobre Maçonaria.
Inscreva-se para receber mensagens semanais, clicando aqui.



    Dê sua opinião a respeito do artigo "O mundo moderno e suas maravilhas"
    Péssimo
    Ruim
    Razoável (difícil compreensão)
    Bom, mas superficial
    Muito bom
    Ótimo

    Um comentário:

    eudesadvogado@ig.com.br disse...

    Não há o que relacionar entre as demais obras apresentadas e a estatua do Cristo Redentor, assim como não se poderia considerar a estatua de Liberdade de Nova York ou a torre Eiffel de Paris.